11/11/2016
Paulo V. Carillo (11 artigos)
0 comentários
Compartilhar

Máquina Mortífera (2016) – A franquia retorna explosiva e divertida

FacebookTwitterGoogle GmailShare

Após diversos rumores de que a franquia de grande sucesso dos anos 80/90 com Mel Gibson e Danny Glover nos papeis dos policiais mais explosivos do cinema, iria retornar para um quinto filme, mas nunca saindo do papel, Maquina Mortífera retorna em formato de série com Clayne Crawford (CSI e 24 Horas) no papel de Martin Riggs antes interpretado pro Gibson, e Damon Wayans (Eu, a Patroa e as Crianças) como Roger Murtaugh antes interpretado por Glover.

Muitos fãs estavam com medo do que viria pela frente após o anúncio de que a série seria realmente produzida, mas logo no episódio piloto já podemos notar que a química entre os atores está bem forte, sendo um dos melhores pontos da série, a dupla mostra em cena um entrosamento que cativa o espectador e diverte muito, fazendo pensar que se não fosse o filme original, talvez não existissem atores melhores para ficar com o papel da dupla de policiais.

Com mais tempo para explorar a fundo os dramas e a vida pessoal de cada personagem, a série trás Damon Wayans como Murtaugh um policial veterano, que volta ao trabalho após um enfarto, sempre responsável tentando mantar as coisas na linha e um pai de família dedicado, que muitas vezes chega a ser confortável ver em cena, com os momentos mais cômicos a cargo dele, Wayans mostra que realmente sabe o que está fazendo principalmente na hora de tirar algumas risadas. Clayne Crawford vive Martin Riggs, um ex-fuzileiro recém transferido do Texas, impulsivo que não lida muito bem em seguir regras e não pensa duas vezes em entrar em alguma situação que possa tirar sua vida, lutando contra seus demônios pessoais após a morte de sua esposa grávida. Sendo recrutado a ser a dupla de Murtaugh, transformando os dois de totalmente opostas à melhores amigos.

A série acerta em trazer tudo o que fez a franquia famosa, ação, diversão, e uma dupla bem entrosada. Maquina Mortífera tem tudo para ser bem sucedida, não inova muito, mas trás o que os fãs estão procurando.

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

Nota
4 de 5
No Geral

Com tudo que faz uma franquia de ação fazer sucesso, Maquina Mortífera não foge de suas origens, e nem nega de onde veio, ao contrário cheia de referencias aos antigos filmes, deixa os antigos fãs que sempre esperavam algo novo satisfeitos, e atrai uma nova geração para a série e conhecer essa nova visão de Rigg e Murtaugh a dupla mais improvável e explosiva de policiais.

4

Bom
4 de 5
Paulo V. Carillo

Paulo V. Carillo

Publicitário, amante de cinema, livros e super heróis.

Comentários

Sem Comentários Ainda Você pode ser o primeiro a comentar neste post!

Escrever comentário

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Seus outros dados também não serão compartilhados com terceiros. Os campos obrigatórios estão marcados como *