10/02/2016
Paulo V. Carillo (11 artigos)
0 comentários
Compartilhar

Arquivo X: 10ªTemporada (2016) – A Verdade (Ainda) Está Lá Fora

FacebookTwitterGoogle GmailShare

Crítica: Arquivo X – 10ª Temporada –

Criada por Chris Cartes e Ícone na cultura pop dos anos 90, com nove temporadas entre os anos de 1993 e 2002, e mais dois filmes; Arquivo X: O Filme (1998) e Arquivo X : Eu Quero Acreditar (2008), a série está de volta após quatorze anos, para a décima temporada com apenas seis episódios confirmados até o momento.

Quem viveu nos anos 90 sabe a importância de Arquivo X na cultura, com sua mitologia por trás dos seres extraterrestres, atividades paranormais e seres sobrenaturais, com teorias e mais teorias da conspiração, ou até mesmo sua música tema que fez varias crianças ficarem arrepiadas só de escutarem, seguida quase sempre da frase: “A verdade está lá fora”. Com esse conceito a série está de volta, e em seus três primeiros episódios podemos já notar que é o que os fãs buscam, mas está um pouco mudada, afinal não estamos mais nos anos 90, então temos novos medos, novas teorias conspiratórias, o mundo está mudado não seria diferente com Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson) que são convocados para reabrirem os arquivo x para mais uma série de mistérios a serem resolvidos.

Nos primeiros episódios, podemos notar um Fox Mulder bem mais cético do que de costume, devido aos acontecimentos finais nas últimas temporadas, vemos que ele está meio recluso de tudo que acreditava, deixando em alguns momentos para Scully essa tarefa de acreditar no inacreditável. E nessa atmosfera que a série retorna com Mulder e Scully sendo chamados por um apresentador de um canal da internet  Tad O’Malley (Joel McHale), que trás novos motivos para que o Arquivo X seja reaberto.

O primeiro episódio nos mostra a mitologia da série mais moderna, com boas piadas atuais, como “Você veio de Uber?”, trazendo teorias da conspiração que assombram todo cidadão comum atualmente, e essa atmosfera que trás aos fãs o sentimento que possuíam quando assistiram a série lá nos anos 90, aquele sentimento de quero saber o que vai acontecer agora, de que quero acreditar, os demais episódios seguem a mesma premissa, atividade paranormal, e o monstro da semana, essa por sua vez, nos apresenta um episódio com ótimas piadas, e com momentos bem engraçados, que poderiam se encaixar perfeitamente em outra franquia famosa MIB( Os Homens de Preto). Mas esse episódio de começo pode nos parecer estranho, um pouco diferente do que muitos procuram, mas quando analisado podemos notar que é muito interessante, ele representa aquele momento em que perdemos a fé no que acreditamos a vida toda, e no que queremos acreditar, e mostra que o monstro que caçamos muitas vezes estão em nós mesmos.

Chegamos à metade da série, e ela não desapontou, trás o que promete, deixa aquela sensação de quero ainda creditar, de que quero saber toda a verdade, e de desconfiar até de festa de igreja ( Frase dita pelo próprio Mulder em um episódio das temporadas anteriores). Vamos aguardar o restante da série para podermos descobrir tudo que está escondido e esperar ainda se vai existir alguma nova revelação de teorias conspiratórias, ou extraterrestres entre nós.

 

 

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

Nota
4 de 5
No Geral

Mesmo sem muitos extraterrestres e monstros na escuridão, a série está de volta agradando os fãs mais antigos, e atraindo novos fãs, o clima ainda é o mesmo, mas agora mais moderno para nossos monstros e medos atuais.

4

Bom
4 de 5
Paulo V. Carillo

Paulo V. Carillo

Publicitário, amante de cinema, livros e super heróis.

Comentários

Sem Comentários Ainda Você pode ser o primeiro a comentar neste post!

Escrever comentário

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Seus outros dados também não serão compartilhados com terceiros. Os campos obrigatórios estão marcados como *