Review: SOJA – “Strength to Survive” (2012) – Menos reggae-roots e mais reggae-pop
04/01/2016
0 comentários
Compartilhar

Review: SOJA – “Strength to Survive” (2012) – Menos reggae-roots e mais reggae-pop

FacebookTwitterGoogle GmailShare

Ao longo de quase 15 anos, SOJA (Soldiers of Jah Army) foram discretamente se transformando em uma das bandas de reggae mais sólidas e mais bem sucedidas dos EUA.

Apesar do som instrumental inegavelmente poderoso, seu progresso foi desacelerado desde o início pelo vocalista Jacob Hemphill, que tentava explicitamente imitar Bob Marley, chegando a soar um tanto irritante e bastante ridículo. Essas tendências saudosistas do vocalistas se apagaram um pouco, a medida que a banda amadureceu e Hemphill começou a criar seu estilo próprio como cantor.

A habilidade de Jacob de escrever músicas cativantes, é o que faz “Strength to Survive” (2012) tão poderoso. Como um todo, a banda neste álbum definitivamente soa mais harmoniosa do que nos álbuns anteriores, que é a força e também a fraqueza deste CD. Ele funciona bem em canções como “Mentality”, mas permanece muito na zona de conforto em “Not done yet”.

A banda decidiu ir para um som pop-reggae e desviaram suas origens reggae-roots, o que tem decepcionado fãs de longa data. Faixas comerciais ​​como a balada “Don’t worry” são previsíveis e bastante sem graça o que faz com que este álbum se torne muito chato depois de algumas músicas.

Na faixa”Everything Changes”  feat. Falcão de O Rappa, SOJA conseguiu resgatar as raízes do reggae apoiada a uma linha de baixo impressionante. Uma coisa é certa, este álbum é bastante politicamente engajado em suas letras, trazendo uma mensagem de esperança e amor para o mundo de hoje. Falando também sobre relacionamentos, moral e política, Jacob Hemphis tem sempre um jeito amigável de colocar as palavras e isso se mostra também nesse álbum.

Este não é nem de longe o melhor álbum da carreira do grupo, mas também não é um fracasso total, sendo até bastante agradável de se ouvir sem compromisso. A banda está mudando seu som, isto é certo – se tornando mais pop e comercial – a contragosto de alguns. Embora isto possa acrescentar mais público para o cenário “reggae” mundial, os fãs provavelmente ficaram bem decepcionados com essas mudanças, já que SOJA era conhecido principalmente por suas raízes sonoras.

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

Nota
3 de 5
No Geral

O álbum é bastante agradável de se ouvir sem compromisso, apesar da banda estar mudando seu som, de reggae-roots para reggae-pop. Os fãs das antigas podem ficar decepcionados com essas mudanças, já que SOJA era conhecido principalmente por suas raízes sonoras.

3

Regular
3 de 5
Marcadores 2012, reggae, SOJA
Mah

Mah

Professora de inglês, redatora nas horas vagas, cinéfila, bookworm, jukebox ambulante, gamer, chef de cozinha amadora, geek e caçadora de arte underground/independente. DON'T PANIC!

Comentários

Sem Comentários Ainda Você pode ser o primeiro a comentar neste post!

Escrever comentário

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Seus outros dados também não serão compartilhados com terceiros. Os campos obrigatórios estão marcados como *