Magneta Lane: O rock puro e underground de Toronto
15/04/2015
RafaTanaka (732 artigos)
0 comentários
Compartilhar

Magneta Lane: O rock puro e underground de Toronto

FacebookTwitterGoogle GmailShare

Bandas novas rock são fáceis de se descobrir desde que a internet se tornou o baú para novos artistas, não é a toa que antes éramos presos há algumas bandas porque somente ouvíamos coisas ao nosso alcance. E foi nesta brincadeira que descobri uma banda de rock alternativo formada apenas por mulheres chamada Magneta Lane, dois anos que venho contemplando o  o som delas e no por fim acabaram se tornando umas minhas bandas favoritas e marcantes na minhas playlists.

Influenciadas por ninguém menos que  Joan Jett, as canadenses do subúrbio de Toronto(Canadá, o melhor lugar para boa música) Lexi Valentine (vocal e guitarra), sua irmã Nadia King e sua amiga French formaram a banda em 2003. A banda foi formado depois que Lexi e sua irmã, adolescentes na época, acabaram indo em um concerto musical e conheceram algumas bandas nos bastidores, não satisfeita muito menos felizes em somentes assistir as outras bandas tocarem acabaram decidido forma a sua própria. O trio se juntou no final de 2003 e planejou shows, mas também como elas poderiam melhorar suas habilidades na música e nos instrumentos, criar uma banda é fácil agora tocar e criar músicas é outra coisa, mas é claro que no final elas tiraram de letra.

Com letras inteligentes a um pitada obscura pelos densos riffs de guitarra e a forte bateria estrondosa em alguns momentos, elas optaram pela originalidade e momento querem participar do mesmo nicho de The Donnas, a banda não quer ser conhecida por fazer parte de uma “girl band” e sim por “make music”, ou seja produzir e fazer música da melhor maneira, causar um impacto aos ouvidos de quem a ouve.

O primeiro álbum ou melhor dizendo EP The Constant Lover, surpreendeu o público e foi elogiado em inúmeros sites lá fora, não somente por trazer mulheres novamente aos palcos da música mas por não imaginar que jovens mulheres criaram um clima de transparência e cinismo em sua música. O primeiro clipe foi dirigido por Chris Grismer (The Vampire Diaries e The Originals), ele conseguiu demonstrar a linha underground e densa de Magneta Lane, sem falar em todos os ideias da música. Em 2006 a banda lançou o álbum Dancing with Daggers e  Gambling with God em 2008, não parando por aí em 2013 lançou o EP Witchrock que demostrar sua passada pela terras americanas com um pouco daquele pop rock mas sem fugir da linha underground criada em 2003 por elas. Recomendo e aprovo a Banda, olha que nem falo de música, se escrevo é porque vale a pena.

 

”Lady Bones “

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=oA5JPMdBSaw]

 

“The Constant Lover”

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=pFUUysRw7_A]

 

“Lucky”

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=Po8vsWFy3HA]

 

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

RafaTanaka

RafaTanaka

Diretor de Atendimento/ Planejamento e Redator. Formado em Publicidade e Propaganda. Amante do Cinema, Quadrinhos e Games.

Comentários

Sem Comentários Ainda Você pode ser o primeiro a comentar neste post!

Escrever comentário

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Seus outros dados também não serão compartilhados com terceiros. Os campos obrigatórios estão marcados como *