Crítica: The Offspring – “Days Go By” (2012)
03/02/2015
0 comentários
Compartilhar

Crítica: The Offspring – “Days Go By” (2012)

FacebookTwitterGoogle GmailShare

Se você pensava que o The Offspring estava morto, pode esquecer! O último álbum da banda, o “Days Go By” (2012) parte para o lado do rock alternativo, algo completamente diferente do que eles fizeram todos esses anos. Claro que nada comparado ao clássico “Americana” de 1998, ou ao “Splinter” de 2003 mas com certeza tão bom quanto.

Offspring se re-inventou a medida que é possível sentir o amadurecimento da banda na sonoridade. No entanto, não espere ouvir punk rock desse CD. Ouça com a mente aberta para um novo Offspring com um toque de Foo Fighters.

As letras falam em sua maioria de futuro, amor, e a vida em geral. Quanto a sonoridade, há alguma pitada de novidade nos arranjos.

Se você tinha alguma dúvida de que os caras vieram da Califórnia, nesse álbum você tira a prova. Destaque para as duas últimas músicas do CD que são continuadas: “Dividing by Zero/ Slim Pickens Does The Right Thing And Rides The Bomb To Hell” Confira o clipe:

Ótimo CD para ouvir durante uma viagem de carro, de skate ou do que mais você quiser viajar, aperte o play!

Artistas Relacionados: Foo Fighters, Green Day, Blink 182, Bad Religion

 

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

Mah

Mah

Professora de inglês, redatora nas horas vagas, cinéfila, bookworm, jukebox ambulante, gamer, chef de cozinha amadora, geek e caçadora de arte underground/independente. DON'T PANIC!

Comentários

Sem Comentários Ainda Você pode ser o primeiro a comentar neste post!

Escrever comentário

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Seus outros dados também não serão compartilhados com terceiros. Os campos obrigatórios estão marcados como *