Vingadores – A Era de Ultron: Superior em todos os níveis Marvel
23/04/2015
RafaTanaka (732 artigos)
1 comentário
Compartilhar

Vingadores – A Era de Ultron: Superior em todos os níveis Marvel

FacebookTwitterGoogle GmailShare

Depois de quase três anos espera, Vingares: A Era de Ultron chega aos cinemas, por mais que o público ou até mesmo os fãs da Marvel tenham assistindo os filmes solos dos heróis, a ansiedade ficou acabou sobrou sempre para equipe mais conhecida da Casa das Ideias, culpa de Josh Whedon que fez o primeiro filme tão grandioso e atrativo e provou ser digno do manto de diretor em filmes de heróis.

Na sequência, temos a equipe mais poderosa lutando junto novamente para impedir alguns planos da Hydra, destruindo suas bases e quem sabe tentar trazer a paz que ainda resta, o que não sabem é que o General Strucker tinha planos bem escondidos para o cajado de Loki e até usou humanos em suas experiências: Wanda e Pietro Maximoff. Os dois gêmeos fogem após a última base ser abatida pelos heróis, Tony Stark e Bruce Banner decidem usar o cajado para criar uma inteligência artificial surpreendente, pois ambos sabiam que um dia nem mesmo a equipe poderia impedir um mal tão grande, o que não contavam era que a tal tecnologia fosse se revoltar com seus criadores, conhecido como Ultron, ele jurou destruir todo mal da terra, os humanos.

A continuação acerta novamente em sua  grandiosidade, por mais que o primeiro teve grandes momentos, parece que eles superados novamente e com mais qualidades, podemos dizer que certas coisas estão excessivas como cena de batalhas, Joss Whedon poderia ter maneira um pouco, porque em certos momentos é díficil de saber o que está rolando, mas em algumas conseguimos entender a perfeição das coisas, mesmo errando um pouquinho de um lado ele acaba acertando de outro, dando uma maior exploração para Gavião Arqueiro, que além de ser esquecido e totalmente perdido no anterior, neste parece ser a ligação para tudo, não podemos esquecer a surpresa está longe de ser ele, mas sim o novo personagem Visão, graças a Paul Bettany que soube trazer mais profundidade e carisma para um androide que nos quadrinhos nem sempre tem atenção que merece.

Um dos filmes mais longos do universo cinematográfico Marvel, com duas e quarenta minutos de duração, certas vezes o longa acaba se tornando cansativo, não me entenda e nem me xingue, eu adorei o filme em primeiro, quem sabe a emoção que senti na cabine de imprensa, mas o que quero ressaltar é as vezes temos tanto conteúdo jogado em tela que as vezes é difícil absolver tanta informação, acredito que Joss Whedon quis deixar sua marca em um último filme que dirige do universo Marvel, criar a conexão seria para os próximos que virão a ocupar seu lugar, sem falar que aquele amava aquilo ,principalmente a Feiticeira Escarlate, umas das suas personagens favorita que em momentos do filme faz show;

Vingadores: A Era Ultron cumpre no que vende, um filme grandioso e superior não somente ao primeiro como a outros da Marvel, por sua beleza, grandioso e maravilhosas lutas, que as vezes mesmos rápidas e frenéticas se encontram no que um fã dos quadrinhos esperar, nada disso não seria possível se não fosse pelas mãos de Joss Whedon, não somente trouxe uma esperança para nossos corações de quadrinista, como também nos mostrou que os heróis são mais do que nos esperamos que eles sejam,.

 

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

RafaTanaka

RafaTanaka

Diretor de Atendimento/ Planejamento e Redator. Formado em Publicidade e Propaganda. Amante do Cinema, Quadrinhos e Games.

Comentários

  1. Fernando Sinistro
    Fernando Sinistro abril 23, 21:33
    Muito bom Katanaka! Vou ver no fds!

Escrever comentário

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Seus outros dados também não serão compartilhados com terceiros. Os campos obrigatórios estão marcados como *