Review: SOJA – “Strength to Survive” (2012) – Menos reggae-roots e mais reggae-pop
04/01/2016
0 comentários
Compartilhar

Review: SOJA – “Strength to Survive” (2012) – Menos reggae-roots e mais reggae-pop

FacebookTwitterGoogle GmailShare

Ao longo de quase 15 anos, SOJA (Soldiers of Jah Army) foram discretamente se transformando em uma das bandas de reggae mais sólidas e mais bem sucedidas dos EUA.

Apesar do som instrumental inegavelmente poderoso, seu progresso foi desacelerado desde o início pelo vocalista Jacob Hemphill, que tentava explicitamente imitar Bob Marley, chegando a soar um tanto irritante e bastante ridículo. Essas tendências saudosistas do vocalistas se apagaram um pouco, a medida que a banda amadureceu e Hemphill começou a criar seu estilo próprio como cantor.

A habilidade de Jacob de escrever músicas cativantes, é o que faz “Strength to Survive” (2012) tão poderoso. Como um todo, a banda neste álbum definitivamente soa mais harmoniosa do que nos álbuns anteriores, que é a força e também a fraqueza deste CD. Ele funciona bem em canções como “Mentality”, mas permanece muito na zona de conforto em “Not done yet”.

A banda decidiu ir para um som pop-reggae e desviaram suas origens reggae-roots, o que tem decepcionado fãs de longa data. Faixas comerciais ​​como a balada “Don’t worry” são previsíveis e bastante sem graça o que faz com que este álbum se torne muito chato depois de algumas músicas.

Na faixa”Everything Changes”  feat. Falcão de O Rappa, SOJA conseguiu resgatar as raízes do reggae apoiada a uma linha de baixo impressionante. Uma coisa é certa, este álbum é bastante politicamente engajado em suas letras, trazendo uma mensagem de esperança e amor para o mundo de hoje. Falando também sobre relacionamentos, moral e política, Jacob Hemphis tem sempre um jeito amigável de colocar as palavras e isso se mostra também nesse álbum.

Este não é nem de longe o melhor álbum da carreira do grupo, mas também não é um fracasso total, sendo até bastante agradável de se ouvir sem compromisso. A banda está mudando seu som, isto é certo – se tornando mais pop e comercial – a contragosto de alguns. Embora isto possa acrescentar mais público para o cenário “reggae” mundial, os fãs provavelmente ficaram bem decepcionados com essas mudanças, já que SOJA era conhecido principalmente por suas raízes sonoras.

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

Nota
3 de 5
No Geral

O álbum é bastante agradável de se ouvir sem compromisso, apesar da banda estar mudando seu som, de reggae-roots para reggae-pop. Os fãs das antigas podem ficar decepcionados com essas mudanças, já que SOJA era conhecido principalmente por suas raízes sonoras.

3

Regular
3 de 5
Marcadores 2012, reggae, SOJA
Mah

Mah

Professora de inglês, redatora nas horas vagas, cinéfila, bookworm, jukebox ambulante, gamer, chef de cozinha amadora, geek e caçadora de arte underground/independente. DON'T PANIC!