Afinal, O Que é Rock Psicodélico?
20/11/2013
Felipe (23 artigos)
0 comentários
Compartilhar

Afinal, O Que é Rock Psicodélico?

FacebookTwitterGoogle GmailShare

Sei que categorizar algo não é tarefa fácil em quase nenhuma situação , principalmente  com cantores e bandas, muitos deles são bem objetivos nesse ponto de “não gostar de rótulos” muitos até odeiam e não endentem o porque na música isso é necessário, mas a verdade é que existem tantos gêneros e subgêneros que muitos (especialmente eu) ficam muito perdidos nessa questão de encaixar algum grupo em um estilo, essa pequena série do Humanoides, pretende  passear um pouco mais além no mundo da música,  pra colocar as ideias no papel e compartilhar alguns estilos musicais, movimentos  que marcaram uma geração e tudo mais que ultimamente complica a cabeça das pessoas.

Hoje vamos começar com um estilo que é bem peculiar e até bem segmentado, o Rock Psicodélico, que hoje em dia não tem tantos adeptos quanto na década de 60 que foi onde tudo começou, alias, vamos direto as origens, talvez você não saiba mas os estilo teve inicio com uma grande inspiração vindo na música da Índia que mesmo tendo uma característica mais acústica, os instrumentos que formavam algum grande grupo da Índia sempre tinham algum efeito mais distorcido incomum no rock da época. A música que serviu de inspiração, vinha sempre acompanhado do Sitar que ganhou um espaço indo ainda mais além de Índia, que tornou a distorção eletrônica  quase que  lei em  discos de bandas que adotam esse estilo, misturados com guitarras, órgãos, cravos e é claro os já citados instrumentos indianos, estava ai mais e mais elementos para um novo estilo musical ser criado.

Essas alterações nas musicas, causaram muito impacto na época, isso porque os jovens dos anos 60 e 70, costumavam a distorcer não só suas músicas preferidas, mas também a sua própria realidade com a “ajuda” das drogas, principalmente com o LSD. Com isso  o estilo psicodélico era a constante na vida de muitas pessoas da época, e não apenas as estrelas do rock e seus fãs, muito intelectuais defenderam o uso da nova droga e como o principal argumento de se  chegar a um estado mental  a cima dos outros, e até mesmo que o uso medicinal (que é uma grande maluquice). Musicalmente a primeira banda a fazer um sucesso com o estilo foi o Pink Floyd em 65 na cena underground inglesa, o grupo chamou muita a atenção pela melodia nova do rock progressivo com o psicodelismo e com letras bem diferentes e agressivas para os padrões da época, que falavam muito abertamente de drogas e a realidade para os jovens britânicos da época; mas se na Inglaterra o Pink Floyd desde aquela época trazia em sua essência uma musica mais densa, na costa oeste dos Estados Unidos vinha o Velvet Underground que veio pra fazer história trazendo ao estilo um tom experimental que escapava um  pouco da densidade dos colegas ingleses, Lou Reed e o Velvet  viam com um tom bem mais rápido mas ainda sim  com distorções e letras ainda mais polemicas trazendo vários tabus em suas composições , o Velvet viria  mais tarde a influenciar o Punk americano mas isso já é outra história.

http://youtu.be/ffr0opfm6I4

Como todos sabem os Beatles não ficaram de fora desse “nova onda” psicodélica depois de um encontro muito famoso com Bob Dylan, que não se tem tantos detalhes do encontro em si, mas segundo algumas pessoas daquela época, foi o principal motivo para o mudança de estilo musical do grupo, embalados por uma substancia que “abriu os olhos” de alguma forma para outras tendências para a banda que já era extremamente conhecida. O primeiro  álbum a ficar  mais aparente a nova mudança  dos britânicos  foi o “revolver”, disco extremamente bom e importante,  ainda trazia uma música ou outra ao estilo “all my loving” mas é nítido que em algumas canções os britânicos já queriam outros caminhos. Isso causou é claro um enorme barulho no mundo, não direi  que os Beatles foram a “maior e melhor  banda na fase psicodélica”, mas com certeza foi uma das mais importantes, que lançou históricos álbuns que são reverenciados até hoje, e com razão.

É claro que psicodelismo vai muito além de Beatles, outrs grande nome que fez história em um curto mas intenso período foi Jimi Hendrix o maior guitarrista de todos, mostrou ao mundo o que era de fato uma performance psicodélica, elevou a outro nível a guitarra causando distorções jamais vistas naquela época que explodiu a cabeça de todos, junto Eric Clapton(Jesus) se tornariam símbolos de uma década, junto com Jim Morrison  que se não contribuiu musicalmente muito pela qualidade de sua banda ser um pouco criticada, o jovem Jim era o cantor que melhor representava o estilo muito pela época em que o The Doors surgiu contrapondo um pouco o rock daquela époc a, uma frase bem interessante é: que se os Beatles diziam “all you need is love” Morrison falava “came on baby ligth my fire”; outro cantor, ou melhor, cantora quem talvez representava tão “bem” como Jim era Janis Joplin que fazia também questão de seguir a risca de como viver o psicodelismo em todos os sentidos, digamos que não é um estilo de vida saudável pra se seguir hoje em dia, mas esses três malucos, deixaram para sempre seus nomes na história.

http://youtu.be/v6MYsMIl6KE

Digamos que hoje o rock psicodélico perdeu um pouca da sua força de antigamente, isso levando em conta as banda em atividade, é um estilo que hoje em dia se tornou bem segmentado ainda mais com o fator drogas menos presente, pois muita gente, e dou até razão para elas, não aguente ou não ve nenhum sentido em escutar um estilo que a distorção da realidade é a maior proposta, querendo ou não é esse pensamento do psicodelismo, basear canções e melodia  em substancias não ilícitas. Dos poucos grupos existentes, dois  com certeza se destacam,  a brilhante banda australiana Tame Impala, me arrisco a dizer que é uma das melhores da atualidade, e o grupo alternativo The Flaming Lips que no seu ultimo álbum trouxe ainda mais elementos psicodélicos e claro, com várias influencias do passado.

Enfim, em uma enormidade de sub gêneros que o rock tem, o psicodélico continua apesar de hoje ter poucos adeptos no mundo, carregar uma grande história  apenas resumida aqui, mas influenciou muitos outros estilo e vai sempre ser lembrado com nostalgia por fãs mais velhos e redescoberto por alguns da nova geração que hoje tem melhor noção do que estão fazendo, deixando o assunto drogas de lado e focando na música, que é o mais importante de tudo. Tendo isso em mente redescubra bandas do passado: Emerson, Lake e Palmer, Velvet Underground, Rolling Stones (que também teve seu momento no gênero) e muitas outras bandas que se aventuraram por esse  gênero.

Discos Para se familiarizar:

The Velvet Underground and Nico

The Beatles – Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band

Tame Impala – Lonerism

The Beach Boys – Pet Sounds

Baleia – Quebra Azul

 

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

Felipe

Felipe

Desde que me entendo por gente, o cinema e a música sempre foram muito na minha vida, apreciando a todas as melhores bandas do mundo e sempre um bom filme a qualquer hora não faz mal a ninguém.