A Irreverência dos Mustache e os Apachaes
02/08/2013
Felipe (23 artigos)
0 comentários
Compartilhar

A Irreverência dos Mustache e os Apachaes

FacebookTwitterGoogle GmailShare

A banda Mustache e os Apachaes  leva diversão as ruas ao estilo New Orleans  da década de 50 com alegria e irreverencia  é destaque hoje no Humanoides.

O grupo vem com um estilo bem incomum e retro. A banda não faz a mínima  questão de ser comercial, os integrantes se apresentam com um visual que copia muito bem a década de 50 e remete muito a filmes clássicos de faroeste, cabelos e bigodes que dão a ambientação perfeita datando os artistas de tal forma que a impressão que se tem, é de que realmente o grupo teria vivido naquela época e de alguma forma tivesse avançado no tempo para mostrar a nova geração do que são capazes com sua música.

Com um Folk sagaz e imponente e letras divertidas  que acompanhado com instrumentos bem diferentes  mostra  uma mistura única e “original” pelas ruas. Segundo os próprios integrantes o grupo se formou por acaso em uma casa onde muitos artistas plásticos, músicos e poetas se relacionavam, em uma dessas relações musical especialmente, deu o primeiro flash de que uma nova banda estava surgindo e com isso decidiram mostrar o trabalho da forma mais fácil, internet? Não, apenas indo para a calçada mais próxima e levando diversão gratuita.

As performances da banda é outro espetáculo a parte, onde a proposta de alegria e diversão é mostrada da melhor forma possível, ao vivo o grupo une publico ha suas música e letras  que mesmo que a pessoa não conheça a banda ou se mostra totalmente estranho a esses caras (o que é até bem comum) consegue ainda cativar a plateia, que mesmo relutante concede alguns views a banda algum tempo mais tarde.

Com viagem ao exterior realizada, um disco a caminho e um clip recentemente lançado que mostra toda o estilo da banda. Com a alegria e irreverencia vestidas em roupas dos anos 50 esses são os Mustache e os Apaches.

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

Felipe

Felipe

Desde que me entendo por gente, o cinema e a música sempre foram muito na minha vida, apreciando a todas as melhores bandas do mundo e sempre um bom filme a qualquer hora não faz mal a ninguém.