The Last: Naruto The Movie (2015) – O Fim de Uma Geração
30/08/2015
Alexandre R. Damião (56 artigos)
0 comentários
Compartilhar

The Last: Naruto The Movie (2015) – O Fim de Uma Geração

FacebookTwitterGoogle GmailShare

The Last: Naruto The Movie tem um diferencial notável dos outros filmes que os fãs estão acostumados a ver, cheio de coisas sem sentido e algumas que eram legais, mas um filme que REALMENTE faz parte da cronologia oficial da história. Generalizando, The Last oferece muito mais do que ser apenas um filme canônico, porque ele trabalha uma coisa que nunca foi vista antes em seus filmes, o romance.

A história se situa dois anos após o fim da Quarta Grande Guerra Ninja, onde Naruto foi considerado o maior herói da história, o mundo ninja encontrou a paz que tanto desejava e Kakashi torna-se o Sexto Hokage. O protagonista se torna uma celebridade entre os mais novos e vive sendo paparicado pelas garotas, o que causa um desconforto enorme nela, que sempre o amou. Por ser tímida e reservada, Hinata tricota um cachecol como uma forma de demonstrar seus sentimentos por ele, mas nem tudo sai como planejado e pra complementar, Naruto é um tanto quanto ingênuo nesses assuntos de relacionamentos.


Para este filme temos o vilão Toneri Ootsutsuki, o último descendente de Hagoromo (O famoso Eremita dos Seis Caminhos) e Kaguya Ootsutsuki (A Deusa Coelho, para quem acompanhou o mangá). Diferente dos outros vilões existentes nos outros filmes, Toneri é o primeiro vilão canônico de toda a série, porque ele tem uma ligação direta com os últimos capítulos do mangá. O objetivo dele nesse caso é igual a maioria dos que vemos por aí: destruir o Planeta Terra, que supostamente se desviou do caminho pretendido pelo Eremita por causa das guerras e conflitos intermináveis. O objetivo de Toneri começa a ser concluído em etapas, primeiramente com a Lua indo em direção a Terra, provocando o impacto de diversos meteoritos, a seguir ele sequestra Hanabi (irmã de Hinata) e rouba seus olhos (Byakugan) afim de aumentar seu poder e ter controle do Tenseigan – uma poderosa técnica ocular que deriva do Byakugan e que foi criado apenas para o filme. Depois, uma equipe é formada, composta de Shikamaru, Sai, Sakura, Naruto e Hinata, para resgatar Hanabi e dar fim a aproximação da Lua.

Mais do que isso, ele prova ser aquele tipo de personagem que eu chamo de “Cupido Amoroso Reverso“. Por que? Isso é simples, ao invés de juntar os dois para florescer o amor, ele os separa. Fazendo assim gerar uma faísca amorosa entre outros dois personagens pela separação, esse vilão aparece do nada declarando seu suposto amor por Hinata, que obviamente gosta de outra pessoa, então ele a toma por força e o nosso protagonista não foi capaz de resgatá-la. Com a ajuda de seus amigos (PORQUE PELO AMOR DE DEUS SÓ ASSIM MESMO), o protagonista depois de muito pensar, percebe os sentimentos que Hinata tem por ele por causa de tudo o que eles passaram juntos.

The Last, como o próprio nome diz, é o último filme da série que tem Naruto como protagonista, encerrando assim uma história de uma geração, passando para uma de seus sucessores.

FacebookTwitterGoogle GmailShare

comentários

Vale a pena!
4 de 5
No Geral

Apesar de ser uma história aparentemente de ação e aventura como os outros filmes foram, este dá um foco muito maior ao romance entre Naruto e Hinata. A relação entre os dois é bem conduzida e construída durante o longa, com diversos momentos bonitinhos e fofos entre os personagens sendo relembrados e tudo se encaixando perfeitamente, nada pareceu ser forçado e muito menos gratuito.

Conforme os créditos vão rolando, é possível ver um casamento entre os dois e outros personagens presentes. Existe uma cena pós-créditos onde mostra que eles tiveram dois filhos, um menino chamado Bolt (Boruto) e uma menina chamada Himawari.

4

Bom
4 de 5
Alexandre R. Damião

Alexandre R. Damião

Estudante de Jornalismo e amante da fotografia, gosta muito da cultura, comida e animação japonesa. Lê alguns livros quando tem tempo, mas prefere mangás. Gosta muito de dançar, principalmente se forem jogos de dança.

Comentários

Sem Comentários Ainda Você pode ser o primeiro a comentar neste post!

Escrever comentário

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Seus outros dados também não serão compartilhados com terceiros. Os campos obrigatórios estão marcados como *