Arquivo

Há alguns meses, publiquei aqui mesmo no site Humanoides (uma vitrine já conhecida para a divulgação do cinema independente brasileiro), as críticas de dois curtas da jovem e talentosa cineasta brasileira Jackeline Weston; o poético Kouka, e o sensível O