Arquivo

Em seu segundo filme, Berry Jenkings já sabe como lidar com o Cinema de forma magistral. Seu novo filme ”Moonlight”, que concorre a oito óscares sendo eles melhor filme, melhor direção, melhor ator coadjuvante, melhor atriz coadjuvante, melhor roteiro adaptado,

A Marvel sempre teve uma ideia diferente de trabalhar com seus personagens nos quadrinhos, suas grandes mega sagas envolviam sempre um com o mundo real.  Sem dúvidas, Guerra Civil é uma melhores e se não falar uma das maiores e

Vamos começar com aquele clichê: a volta de Mel Gibson! Mas convenhamos, se é clichê, é porque se fala muito, e fala-se muito pois é importante ou chamativo (algumas vezes, como esta). Dez anos sem voltar para trás das câmeras,

Crítica: The Battery (Ben & Mickey Vs. the Dead) Geralmente, qualquer produto sobre zumbis, do tipo a sensacional série The Walking Dead, ou os filmes do mestre George A. Romero, falam sobre os terrores de um apocalipse zumbi. Já este

Denis Villeneuve é definitivamente um dos diretores que mais impõe uma identidade no Cinema hoje em dia, apesar dele não ser, ironicamente (ou não) chamativo ao extremo (como Tarantino). Seus filmes impõem uma áurea nebulosa: é tudo lindo ao mesmo

Demônio de Neon, novo filme de Nicolas Winding Refn (Driver), desde os festivais vêm separando marés: se por um lado haviam pessoas que defendiam veemente a ”arte absoluta” que o diretor (quase que obrigatoriamente) quis nos expor, por outro, críticos

Crítica: Por Trás da Máscara: O Surgimento de Leslie Vernon (Behind the Mask: The Rise of Leslie Vernon) Infelizmente ainda uma comédia (e/ou um meta-Horror) criminosamente não descoberta(o) pelo grande público, Por Trás da Máscara: O Surgimento de Leslie Vernon

Paula Hawkins, autora do livro do qual o filme foi adaptado, conseguiu uma proeza: ”A Garota no Trem” foi o livro adulto que mais rápido se tornou um ”best seller”, de todos os tempos, segundo fontes. Seguindo num suspense psicológico

O Cinema Sul Coreano vem fazendo obras relevantes. No território cinematográfico seus filmes são diversos, embora somente os de estética violenta cheguem aos nossos olhos. Dentre os que chamaram mais a atenção nos últimos anos estão o ótimo suspense ”Memórias

Bastante simplista, mas de enorme coração, este edificante drama All We Had (EUA, 2016) marca o retorno à boa forma da atriz Katie Holmes, atriz que ainda bem jovem, ficou bastante conhecida no final da década de noventa e início